Uma nova era na Profissão Personal Organizer

Foi o tempo que ser Personal Organizer era um conceito americano e de luxo para muitos ou alguém que você contrata apenas para colocar ordem nas suas roupas e gavetas.

Essa profissão que vem evoluindo a cada ano que passa é fruto de muito trabalho, comprometimento e estudo de cada profissional que entra nesse mercado instável para alguns e dinâmico para todas.

Digo instável pelo fato de saber por experiencia propria de quase 10 anos de profissão que só através de muita dedicação, estudo e empenho pode dar certo, mas esse dar certo não quer dizer ter clientes todos os dias e todo o mês, mas de ter uma cliente de cada vez e saber trabalha-lo de maneira profissional e com excelência. Quantidade não é qualidade.

Conheço profissionais que tem uma agenda cheia sim, mas que nem sempre é só organização de um closet, mas sim de uma vida inteira do cliente. E se você for sentar com essas profissionais para saber como elas conseguem ter agenda cheia, vai perceber que trabalhoso e por muitas vezes sustentado por muitos dorflex e falta de tempo pra elas respirarem. Afinal, personal organizer tem família, filhos e problemas.

O perfil do cliente que procura organizar está mais dinâmico, exigente e sensivel. E ele não quer mais que você venha e faça o trabalho e desapareça, mas sim que você esteja lá na hora que ele precisar e com a demanda que ele necessita no momento e claro com expertise na necessidade dele.

Já passamos da fase de se incomodar se o cliente sabe o que realmente fazemos ou se ele não consegue diferenciar organização com serviços domestico. Não se incomode com isso! é perda de tempo e energia. Gaste seu tempo focando no seu nicho de trabalho e recicle sempre e tenha conhecimento amplo da profissão, caso contrario você vai ficar parada.

Hoje mais do que nunca o profissão Personal Organizer vem ganhando respeito e entendimento e junto com isso diversidade. E claro que isso nos força a ter mais disciplina, mais conhecimento e ética. E junto com a ética mais humildade. Desculpe, mas nessa profissão como em qualquer outra existe os EGOS a parte. Porém para o cliente é simples ou você faz o trabalho ou deixa que outra fará por você.

A nova era da nossa profissão exige mais que a técnica de uma dobra ou o uso de produtos adequados e a escolha do cabide perfeito. Exige, auto conhecimento, sensibilidade, descrição, postura, etiqueta,  conhecimento de leis, marketing, planejamento estratégico e para quem tem equipe, delegar, supervisionar e se manter líder .  E até mesmo economia, por que precificar ainda é um bicho papão nessa área.

Nesse novo momento da profissão, nós já passamos de ser necessárias apenas nas casas, mas também nas empresas de nossos clientes, na viagens e nas memórias deles. Sim, organizamos mas damos o principal: Sentido, Bem estar e alivio. Por que no fim é o que eles buscam. A questão da bagunça física é apenas uma forma de eles chegarem até nós, mas o fim é outro.

O cliente de hoje quer mais do que uma certificação, portfolio ou se você apareceu em tal programa de Tv ou deu uma entrevista no Jornal. Ele quer exclusividade e se sentir acolhido na hora de lhe contratar.

O valor da proposta enviada está associada muito mais ao que você é como pessoa (aparência, forma de falar, sua atenção e cuidado) do que com o valor em cifras.

Por isso, que para enfrentar e saber lidar com a nova era da nossa profissão é importante não perder a atenção em nós mesmo para por lidar com o novo olhar do cliente em relação ao nossos serviços.

Afinal, antes de ser cliente ele é um ser humano, com suas demandas, angustias, ansiedade, comportamento e exigências. E é sempre bom lembrar que não somos terapeutas e dizer não ao cliente também é importante.

A nova era da nossa profissão exige mais que a técnica de uma dobra ou o uso de produtos adequados e a escolha do cabide perfeito e a uma certificação. Exige, auto conhecimento ( quem é você?) , simpatia, descrição, postura, etiqueta,  conhecimento de leis, marketing, planejamento estratégico e para quem tem equipe, delegar e ser líder da equipe.

Não existe falta de trabalho em nenhuma área de prestação de serviço, mas sim definição de nicho para achar seu publico alvo e o principal quem você é para esse publico e para o seu negocio?  Qual a imagem que você está passando para os seus clientes e para os seus não cliente?

Em uma profissão onde organizar a vida de alguém e transformador. É importante ter o cuidado de saber quem você é, e como você está para lidar com o caos do seu cliente.

Muitas da profissionais dessa área sabem o quanto é desafiador viver da nossa profissão, por que o mercado muda, a concorrência existe e a impressão as vezes é que estamos parados e nada acontece. Ai vem aquele velho ditado: O duro não é entrar na profissão é se manter nela.

E é nessa hora que eu convido você a fazer a seguinte reflexão com algumas perguntas:

O quanto disposta você esta para se manter em uma profissão onde você é o agente transformador?

E se você é esse gente, o quanto você tem a capacidade de se transformar de tempos em tempos para se manter no seu objetivo, sonho, ideal, amor ao que faz? (nomeia da forma que quiser).

Bem-vinda a nova era da profissão de Personal Organizer, onde cabide, gavetas e caixas de papelão são só acessórios, mas você é o diferencial para o seu cliente e seu negócio.

Bjs é até o próximo papo!

Débora Monique

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2 thoughts on “Uma nova era na Profissão Personal Organizer”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *